Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Abaixo-assinado Saúde Pública - Em Prol do Portador da Síndrome do Pânico

Para: Congresso Nacional do Brasil, Mídia em geral, Ministério da Saúde, Ongs correlacionadas e Organizações de Interesse como Universidades, Laboratórios, Médicos, e afins

Manifesto em Defesa dos Portadores da Síndrome do Pânico, com base no direito cidadão, garantido pela Constituição Brasileira.

Para ler o manifesto na íntegra acesse: http://comajudadetodos.blogspot.com

“A Síndrome do Pânico se caracteriza por crises de ansiedade, ou o medo de ter medo, causadas por fatores emocionais e genéticos que acontecem frequentemente, degradando a nossa qualidade de vida, negando-nos o direito de existirmos enquanto seres humanos.”

1) ESTASTÍTICAS DA SP NO BRASIL E NO MUNDO:

A SP atinge de 2% a 4% (mais de 360 milhões de pessoas) da população mundial, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) .
Estudos realizados nos EUA e publicado em 1984 mostra que 68% das mulheres e 60% dos homens pesquisados que
tinham transtorno do pânico estavam desempregados na época. Revela ainda que pessoas com este distúrbio procu-
ram atendimento médico sete vezes mais do que a população comum, onde 50% tinham o diagnóstico errado.
Por causa disso, entre meio tempo, a doença aumentou 40 vezes mais entre adolescentes e adultos.
Só no Brasil, são mais de 17 milhões de pessoas com SP, que foram diagnosticas, fora as que não tiveram seu diagnóstico correto.
A Síndrome do Pânico, esta que acomete todas as classes sociais, homens e mulheres, adolescentes, adultos e idosos, acarretando prejuízos imensuráveis à nossa qualidade de vida e ao país, pois somos cidadãos e temos o direito à saúde, assegurada pela Constituição Brasileira, assim como ao acesso a tratamento, aos medicamentos, direito de trabalharmos e sermos produtivos, de consumir e de não sermos discriminados pela sociedade. Nós queremos Vida!

Muitos de nós perdemos os empregos, os relacionamentos, o apoio da família, alguns não saem mais de casa há anos, muitos temos sucessivas crises, somos impedidos de estudar, sofremos preconceito e descaso do poder público, e até das nossas famílias, de alguns profissionais da saúde mal preparados para um atendimento adequado e da sociedade em geral.

Na verdade, temos negado o direito à vida, a uma existência plena, em função desta condição terrível na qual nos encontramos: a do Medo!

A Comunidade Científica, em geral, diz que não há cura para o Transtorno do Pânico, então nós utilizamos inúmeros medicamentos que amenizam a nossa situação, precisamos de Terapia Psicológica, Tratamento Psiquiátrico, várias consultas médicas, atendimento emergencial, tudo isso de forma permanente.

Muitos de nós não temos meios de comprar a medicação, que é de uso quase que contínuo em alguns casos, e não podemos pagar as numerosas consultas e terapias, tudo isso é muito caro e, se não temos condições, muitas vezes, de trabalhar, nós estamos efetivamente sendo excluídos dos tratamentos conhecidos, primeiro pela nossa própria condição, mas principalmente pela falta de políticas públicas que contemplem as nossas necessidades, tornando isso um círculo vicioso e torturante.

Certamente temos muitos casos não diagnosticados, cidadãos sofrendo sem saber de nada, familiares desesperados por não entenderem o que acontece com seus entes queridos, e muitas vezes com a família adoecendo junto - Lamentável!

O preconceito nasce da desinformação, da ignorância sobre o tema, que precisa ser divulgado e discutido nas pautas sociais e de saúde pública do país. Caso a sociedade civil brasileira não seja conscientizada e não compreenda o que é este transtorno, continuaremos a não existir socialmente e seremos tratados de forma errada e inaceitável, muito estaremos mortos em vida!

Nós temos que ter uma voz forte e uníssona, que crie representatividade, pois a situação urge. Necessitamos do apoio de todos nessa luta de interesses legítimos!

Precisamos de uma nova ordem conceitual sobre as nossas reais condições de vida e tratamento, que tenha abrangência sem limite, então reivindicamos:

- Por parte do Ministério da Saúde, a criação, o desenvolvimento, gerenciamento e veiculação de campanhas de esclarecimento público, em nível midiático nacional, sobre a patologia e seus desdobramentos: Sintomatologia, tratamentos, reconhecimento familiar, acesso ao trabalho, dificuldades e necessidades especiais dos portadores;



- A capacitação de todos os profissionais que já exercem suas as funções na área de saúde, como também especialistas sobre o tema;

- A Criação e oferta de tratamento gratuito, através do Sistema único de Saúde (SUS), adequado a patologia, no tocante a Atendimento Emergencial, Consultas, Tratamentos Psicológico e Psiquiátrico, bem como na Fabricação e Distribuição Gratuita de Remédios;

- Dentro do serviço prestado, o acompanhamento médico individual de cada paciente;

- A partir do acompanhamento individual, a emissão de laudo pericial em conjunto com o INSS, para que haja aposentadoria do paciente nos casos mais extremos;

- O Estímulo junto as Universidades e laboratórios sobre a pesquisa de novos medicamentos, com efeitos colaterais mais brandos e também de uma possível cura do transtorno;

- Assistir e fazer pesquisas com pacientes, profissionais e laboratórios, inclusive na comunidade, com o intuito de traçar novos tratados sobre a patologia e divulgar na Comunidade Científica.


E, finalmente, este manifesto visa esclarecer e apoiar a causa por meio de uma Petição Pública intitulada “Síndrome do Pânico e Direito Cidadão”, assim como a todas as semelhantes ações de políticas públicas, e da sociedade civil em geral, no sentido de alcançar estas metas por um objetivo comum:

“O Direito à Vida, Plena e com Gozo da Felicidade, e ao Direito Cidadão!”

Obrigado, ajude a divulgar!

Edegar de Gouvea Ferreira,

Cidadão Brasileiro.
Qual a sua opinião?
Abaixo-assinado Saúde Pública - Em Prol do Portador da Síndrome do Pânico, para Congresso Nacional do Brasil, Mídia em geral, Ministério da Saúde, Ongs correlacionadas e Organizações de Interesse como Universidades, Laboratórios, Médicos, e afins foi criado por: Blog: Manifesto em Defesa dos Portadores da Síndrome do Pânico.
O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
611 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.