Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Petição pública em Repúdio ao Racismo do jornalista William Waak

Para: Povo brasileiro

A Constituição do Brasil* diz que todo o cidadão tem o direito de criar uma petição sobre algo, de expressar e recolher assinaturas em prol de uma causa que aflija a um grupo.
Usando desse direto:

Petição pública em Repúdio ao Racismo do jornalista William Waak

‘’Quem, a essa altura, ainda não se convenceu que William Waack incorreu em crime de racismo no vídeo que vazou há alguns dias na internet ou desconhece as leis ou tem espírito escravocrata como ele e não considera ofensa a todos os negros chamar alguém que buzinava na rua de “seu - do cassete” e depois de “preto”.
Não há a menor dúvida: a “frase “é preto. É coisa de preto” é racista. Atribui uma coisa supostamente “errada”, o buzinaço, aos negros ou pretos. Poderia ter dito: “É coisa de não-civilizados”. Mas preferiu qualificar aquilo que o estava incomodando de “coisa de preto”. O jornalista nem viu quem estava buzinando, mas disse logo: “É preto. É coisa de preto”. Se um branco buzinar de maneira insistente, é o que o apresentador deixa explícito, não tem a ver com o fato de ser branco e mal educado. Ele estaria se comportando como um “preto”. Preto, no caso, é sinônimo de “problema”, de “má educação”.

Formou-se, em torno do caso uma corrente de solidariedade de alguns jornalistas que tentam, desesperadamente, resgatar da lama seu companheiro flagrado com batom na cueca.
Ao dizer que 'Todos podem errar' o ministro do STF Gilmar Mendes está certo.Porém,
Ele não tem o direito de ignorar a lei ! Ainda mais estando na ‘casa maior da constituição’. Logo, sua missão é obedecê-la e fazer com que seja obedecida.

Ao classificar de “erro” o insulto de Waack transmitido ao mundo todo ele ignorou o texto do artigo 20 da Lei no. 9.459 de 15/05/1997 inserida na lei que pune os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional assinada pelo presidente José Sarney a 05/01/1989 que diz:
“Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Pena: reclusão de um a três anos e multa”.

Assine essa petição! Não caia no conformismo!

Denuncie este ou qualquer outro tipo de RACISMO
DISQUE 1OO
A Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial pode ser acionada também pelo e-mail ouvidoria@seppir.gov.br e telefone (61) 2025-7000.
___________________________________________________________________________________
*No artigo 5º, inciso XXXIV da Constituição Federal, é dito o seguinte: “são a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas: a) o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa de direitos ou contra ilegalidades ou abuso de poder”. Desta forma, é possível entender que qualquer pessoa tem o direito de fazer uma petição tendo como destino os Poderes Públicos, que por sua vez, significa basicamente qualquer órgão ou instituição pública na esfera do Poder Executivo, Judiciário ou Legislativo.

Ainda na Constituição, mas falando especificamente sobre o Congresso Nacional, é dito que este tem a atribuição de “receber petições, reclamações, representações ou queixas de qualquer pessoa contra atos ou omissões das autoridades ou entidades públicas”, segundo o inciso IV do artigo 58.



Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
11 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar